EDUCAÇÃO FINANCEIRAEMPRÉSTIMONOTÍCIAS

3 dicas para escolher um empréstimo pessoal corretamente

COMPARTILHAR

Confira então 3 dicas para empréstimo pessoal: O crédito pessoal é uma opção oferecida por diversas instituições bancárias e concessoras de crédito com a finalidade de facilitar a realização de projetos ou objetivos que demandam um custo no qual o cliente não conseguiria realizar sozinho. É uma excelente alternativa, porém, quando escolhida levando em consideração os critérios corretos. 

Primeiramente, é importante ter consciência e escolher a tomada de crédito pessoal em um momento realmente necessário e com objetivos definidos. Muitas pessoas desenvolvem o mal hábito e se tornam reféns do crédito pessoal porque o tomam sem responsabilidade e consequentemente, pioram o cenário de suas dívidas.

Por isso, selecionamos 3 dicas para auxiliar você a como escolher um crédito, utilizando os critérios corretos a serem considerados, confira a seguir:

Confira como funciona aceleração da hipoteca passo a passo

Avalie a instituição credora:

Hoje, com diversos bancos e empresas atuando nesse segmento, além das opções online que oferecem opções de créditos na hora e com taxas extremamente baixas, é muito importante prestar bastante atenção na credibilidade dessas concessoras. Com tantas possibilidades no mercado, existe a possibilidade de golpes, de um péssimo pós-atendimento e até mesmo cláusulas contratuais com um duplo sentido na prática. Por isso, antes de dar o passo de contratar seu empréstimo pessoal, pesquise sobre a empresa pela qual você pretende negociar seu crédito. 

Pesquise na internet sobre a reputação dessas empresas e fique atento ao relato dos clientes que já passaram pela experiência com a instituição.

Avalie as condições impostas:

Todo empréstimo tomado pelo cliente é passível de tarifas que compõem o Custo Efetivo Total (CET) do contrato. Este custo na prática representa muito mais do que simples juros.

 Quando avaliamos o CET do contrato, consideramos itens como: seguros, o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), tarifas de cadastro, tarifas administrativas do banco, além da própria taxa de juros. 

E o que isso representa?

Na hora de escolher um crédito pessoal, pesquise sobre as empresas que possuem um CET mais vantajoso. Quanto menor o CET, menor também será o valor da parcela e consequentemente o valor total da dívida. 

Avalie o seu planejamento financeiro:

Muito mais importante do que conseguir uma linha de crédito pessoal disponível no mercado, é ter a plena condição para a quitação das parcelas. Este é um fator extremamente importante pois a ausência do pagamento resulta em juros relevantes e que complicarão ainda mais a sua situação financeira e o pagamento da dívida, além de gerar estresses e limitar as suas possibilidades com o mercado no futuro. 

Um baixo score impossibilita planos como o financiamento de uma casa própria, o financiamento de um carro, a contratação de cartões de crédito, entre outras possibilidades com o mercado.

Por isso, esperamos que as dicas que trouxemos possam auxiliá-lo(a) na sua decisão e fomentar a sua avaliação no momento desta escolha. 

Até a próxima!

empréstimo pessoal
empréstimo-pessoal

Daniel Rodrigues Alves

Especialista no assunto financeiro, cartão de crédito, conta digital e pontuação nos birô de crédito, financiamento e etc…
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários
Botão Voltar ao topo
pagol como funciona passo a passo Cartão de crédito Sicredi Visa Infinite de Metal 7 Melhores Bancos Digitais Para 2024 | Confira passo a passo! novo cartão nbc bank gold – confira como funciona